quarta-feira, setembro 28, 2016

Passeata Fora Temer, 22 de setembro de 2016



 NOTA FUNDAMENTAL - foi o dia do meu batizado com gás de pimenta!






































Share:

sábado, setembro 10, 2016

Fora Temer 9 de setembro de 2016, BH

















































Share:

Sobre os tempos em que escrevia

Me pintem de mil cores e me corrompam à luz do céu. Me vendam imóvel ao som da tragédia. Matem meu rebanho, escarneçam meu nome, rotulem meus filhos e do sal me façam em pedra. Num vagar me entreguem às traças... que me corroam de sangue a tomar a dor do vazio. Estilhaçar como prato sujo em uma parede de fel ei de me ver. Que me joguem, julguem e queimem! Destruirei o céu na busca da tua boca. Não cessarei. Rebelarei o ventre das crianças e das aves da terra. Revoarei de dento da boca das flores humanas. Não cessarei. Criarei lobos brancos com fome de ti. Serei carne, serei fogo e lâmina na espera da hora. Olharei pros quatro ventos e sufocarei gargantas. Não cessarei. Cobrirei os parvos com a minha mão. Serei branco, árduo, inominável em mim mesmo para olhar o abismo do teu não dizer. Não cessarei. Não voltearei. Não vingarei. Serei uno, inunda palavra, a rasgar teu sorriso. Verdade. Inefável verdade que me deram por nome.

Páginas

Blog Archive

Tecnologia do Blogger.

Estatísticas

Comentário Recente

Procure no Hiperfocus

Carregando...

Sobre o autor

Minha foto
Um vendedor ambulante de barbitúricos em formas de cordel, bem como quimeras travestidas de alfarrábios. Nascido no século XII d.C. na paradisíaca Christimas Island, vem tentando sobreviver através de sucessivos mergulhos decenais nas bentas águas da lagoa do velho Estevão. No momento, trafica armas em Timbuktu, após o horário do café vespertino.

Anatomia do Monstro Japa

Acompanhe meus outros blogs

Visite minha Biblioteca